Com alta de crianças doentes, São João del-Rei tenta reforço médico para Finados
25/10/2023 12:38 em MINAS

Infecção por bactéria pode ter causado a morte de ao menos três crianças

A prefeitura de São João del-Rei, no Campo das Vertentes, irá realizar uma reunião nesta quarta-feira (25 de outubro) para verificar a possibilidade de contratações de urgência de médicos para a rede assistencial da cidade, principalmente para atuação na Unidade de Pronto Atendimento. Segundo a Secretaria de Saúde do município, o órgão entende que é preciso aumentar a equipe de médicos para frear a contaminação de crianças pela bactéria Streptcoccus pyogenes. Três mortes de crianças de 3, 10 e 11 anos são investigadas pela bactéria, além de outras quatro internações.

Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde de São João del-Rei, a contratação tem o foco de aumentar a proteção das crianças na cidade principalmente durante o feriado de Finados, no dia 2 de novembro. Na data é esperada maior interação entre as pessoas com os encontros familiares, o que pode aumentar o contágio da bactéria, transmitida por secreções e toque em superfícies infectadas.

Conforme a pasta, é preciso de atenção a crianças que apresentam sintomas como amigdalite, febre, vômito, manchas ou erupções na pele. Nesta quarta-feira (25 de outubro), todos os médicos da rede assistencial da cidade estão passando por um treinamento da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). A equipe está aprendendo a diagnosticar e tratar os casos corretamente.

Entenda os casos

Andreia Pereira Donato, de 43 anos, é uma das mães que fizeram uma manifestação nesta terça-feira (24 de outubro), em frente à Prefeitura de São João del-Rei. A mulher afirma que tudo começou há pouco mais de um mês, quando um menino, de 11, passou mal na escola com dor de garganta e vômito.

Ele foi levado a Upa da cidade, onde o médico receitou analgésicos e antibiótico. No dia seguinte, a criança piorou e foi internada na Santa Casa da Cidade, onde morreu dias depois. “Logo depois, veio o caso de uma menina de 3 anos que morreu após ter os menos sintomas, ela teve ainda febre alta e marcas arroxeadas pelo corpo”, conta.

Foto: Pixabay

Fonte: O Tempo

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!